Menu

Pesquisa

 

A PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ (PUCPR) É A INSTITUIÇÃO PRIVADA DE ENSINO SUPERIOR DO PARANÁ QUE MAIS REALIZA PESQUISAS, SENDO RESPONSÁVEL POR 20% DE TODA A PRODUÇÃO CIENTÍFICA do Estado com alta demanda junto às agências de fomento. A PUCPR conta com quinze programas de Pós-Graduação stricto sensu (PPG) em oito de suas nove Escolas, dos quais onze com doutorado. Trata-se de uma pós-graduação ainda jovem, pois a maioria dos programas foi recomendada pela CAPES há menos de quinze anos. O conceito dos programas evoluiu nos últimos anos – no triênio de 2001/2003, não havia programas com conceito 5, já no triênio 2013/2015 são seis programas. A evolução dos conceitos dos PPGs pode ser visualizada no gráfico a seguir:

 
CONCEITOS DOS PPG STRICTO SENSU PUCPR

EVOLUÇÃO DO CONCEITO DOS PROGRAMAS

Fileiras de bonecos

CORPO DOCENTE

Atualmente, contamos com 1.650 professores, sendo 500 destes com título de doutor e sua maioria em tempo integral, vinculados a mais de 100 Grupos de Pesquisa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Neste cenário, A UNIVERSIDADE CONTA COM APROXIMADAMENTE DUAS MIL PESQUISAS EM DESENVOLVIMENTO, nas mais diversas áreas do conhecimento.

INICIAÇÃO CIENTÍFICA

Acreditando na importância da pesquisa, a PUCPR incentiva o contato dos estudantes com este universo desde a graduação. Por meio de iniciativas como o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC), Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (PIBITI) e o PIBIC Júnior (destinado a alunos do ensino médio de escolas públicas e privadas), a Universidade leva a pesquisa a jovens e adolescentes, despertando o interesse pela Ciência.

ATUALMENTE, HÁ CERCA DE 1.200 PROGRAMAS DE I.C. EM DESENVOLVIMENTO. A participação em programas, como o Ciência sem Fronteiras traz uma nova dimensão à pesquisa institucional, promovendo a consolidação, expansão e internacionalização da Ciência e tecnologia e inovação por meio do intercâmbio e da mobilidade internacional.

Área Estratégica

VISANDO ATENDER ÀS NOVAS DEMANDAS DA SOCIEDADE E À ELEVAÇÃO CONTÍNUA DA QUALIDADE DA PESQUISA NA UNIVERSIDADE, A PUCPR DEFINIU SUAS ÁREAS PRIORITÁRIAS DE AÇÃO – CIDADES, TICS, ENERGIA, BIOTECNOLOGIA E SAÚDE E DIREITOS HUMANOS.

DESTAQUES

Dentro destas áreas de destaque, estão as células-tronco. O Núcleo de Tecnologia Celular da PUCPR é responsável por pesquisas pioneiras em células-tronco com foco em doenças cardíacas e isquêmicas. Uma delas conseguiu criar, em laboratório, vasos capilares a partir de células extraídas do sangue do cordão umbilical e pode contribuir com a cura de doenças isquêmicas, principalmente do coração, de circulação e de complicações do diabetes. Essa pesquisa ganhou destaque na conceituada publicação “Experimental Biology and Medicine”, editada pela Royal Society of Medicine, de Londres. O Núcleo, entre seus objetivos, espera se tornar um centro distribuidor de células para as pesquisas desenvolvidas no Brasil.
Antenada com a necessidade de produção de energia limpa e utilização de recursos renováveis, a PUCPR, por meio da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), construiu uma unidade-piloto para a produção de biodiesel, a partir do óleo de soja residual, utilizado em frituras. A unidade-piloto está instalada na Fazenda Experimental Gralha Azul, com capacidade de produção de 100 litros de biodiesel por dia. O combustível é resultado do processo de esterificação e transesterificação, que consiste em reações químicas do óleo (já gasto em frituras) com álcool etílico (etanol). O biodiesel se mostrou eficiente e dispensou modificações nos motores.

Ainda na área de energia, recentemente foi desenvolvido o software Domus-Procel Edifica, que permite simulações com variáveis de umidade, calor, consumo e demanda de energia, a fim de proporcionar o máximo de conforto, evitando o desperdício de eletricidade. O usuário deve colocar os dados do edifício no programa, que irá mostrar qual o nível de eficiência energética obtido para uma localização específica. A partir do padrão considerado ideal, é possível fazer mudanças na construção como a abertura de janelas com vidros, troca de materiais, entre outras medidas, possibilitando uma redução no consumo da ordem de 30%. De acordo com a superintendente de Eficiência Energética da Eletrobras, a empresa patrocinou essa ferramenta por acreditar no seu potencial para a redução de consumo de energia, contribuindo, assim, para que a sociedade brasileira usufrua do conforto e promova sustentabilidade.